Arquivo de março, 2013

owen-goal-argies-1998

O inglês Michael Owen vai deixar os gramados ao final desta temporada.

Com as lesões o perseguindo durante a sua carreira, o jogador não conseguiu mais atuar em alto nível e ficou como uma eterna promessa.  O auge da carreira do inglês foi dos 17 aos 23 anos. (mais…)

david luiz 1

A seleção brasileira vai enfrentar a Itália e Rússia em mais um teste para a Copa das Confederações.

Ramires e Paulinho que foram os titulares na derrota contra a Inglaterra estão lesionados e desfalcam a equipe.

Com isso, os outros meio campistas convocados ganham grande oportunidade de mostrar bom futebol e continuar no elenco. (mais…)

Lenha pra queimar? Cro Cop vence GP do K1

Publicado: 17 de março de 2013 em Vídeos de Lutas
Tags:,

K-1-wgp_600

O veterano e lenda Mirko Cro Cop saiu do UFC para voltar as raízes e fez bonito.

Participando do K1 que foi realizado na sua cidade natal em Zagreg, o croata venceu três lutas na mesma noite e conquistou o GP.

Veja o vídeo da luta final contra Ismael Londt

Imagem – Reprodução

Curta a Fan Page no Facebook – Blog do Ananias

Informação – Tatame

ufc158-fight-card

Por Julio Souza

Quer saber o que vai rolar no UFC 158 GSP x Diaz ? Não deixe de ver a análise completa das lutas. 

Card Principal

Mike Ricci x Colin Fletcher

Dois lutadores fazendo a sua primeira luta no UFC sem os laços do TUF. Dois lutadores finalistas dos seus respectivos TUF. Ricci foi finalista mesmo lutando como Welterweight sendo que ele só tem tamanho e condição de ser Lightweight. Fletcher teve ótimas performances no TUF Smashes: Australia vs UK onde também foi finalista.

Ricci, que treina com GSP e Macdonald na Tristar tem a vantagem de lutar em casa, além de ter ótimo boxe e kickboxing, mas não teve resposta para o wrestling the Colton Smith e sua luta no chão e isso pode ser uma vantagem para Fletcher.

Fletcher é mais alto e tem braços e pernas compridas o que pode ser uma vantagem na trocação além de ter mostrado boas qualidades de finalizar no chão. Mais uma luta que promete.

Nick Ring x Chris Camozzi

Os dois lutadores participaram juntos do TUF 11 e podem ser considerados veteranos do UFC, apesar de considerar essa luta boa para o entretenimento e entender a justificativa dela no card principal, já que Ring é canadense e reconhecido, não vejo nenhum dos dois com grande destaque em suas categorias e a luta fica ofuscada, principalmente pelas lutas seguintes.

De qualquer forma Ring tem um record de 13-1 e desde que Camozzi começou a treinar com Chael Sonnen, conseguiu três vitorias consecutivas.

Jake Ellenberger X Nate Marquardt

Marquardt desceu de peso, foi campeão do Strikeforce mas perdeu na sua despedida.  Ganhou nova chance no UFC e ganhou uma nova luta com a lesão de Macdonald. Estou curioso para ver se ele volta a ser o mesmo do UFC ou se ele melhorou ainda mais após sua passagem pelo Strikeforce. 

Ellenberger, ótimo wrestler, reclamou de perder a sua luta contra Hendricks e ter que pegar Marquardt e eu até entendo, afinal não é uma luta fácil, mas ele não é o #6 do ranking a toa.

Marquardt é bom na trocação com seu Boxe e Muay Thai e faixa preta de Jiu-Jitsu. Ellenberger vai querer levar a luta para o chão com o seu wrestler afiado e trabalhar o ground and pound.

Johny Hendricks x Carlos Condit

Todo mundo sabe quem é Carlos Condit e todo mundo deveria saber quem é Hendricks. Acho que é essa a diferença atual.

Condit ja foi campeão do WEC e interino no UFC, tem muito gás, ótima movimentação, kickboxing e Muay Thai exemplar, no papel o acho mais completo e experiente do que Hendricks.

Por outro lado, Hendricks terminou três de suas últimas cinco lutas (todas vitorias) através de TKO ou KO, melhor do que isso, através de um soco. É só isso que o #1 do ranking precisa para ganhar a luta.

Georges St-Pierre x Nick Diaz

Por onde começar? Nick Diaz já disse e fez tudo o que podia para conseguir essa oportunidade. Conseguiu, mas agora reclama que está sendo injustiçado.

GSP já se controlou, já falou mal de Diaz e agora aparenta estar tenso para poder entrar logo no octoógono e resolver isso logo.

A principio, gostaria de deixar claro que não acredito que Diaz merecesse essa chance agora, afinal a sua última luta foi um derrota e além disso ficou suspenso por um ano. Acredito que Hendricks, pelo ranking e resultados recentes merecia essa chance, mas como a idéia é criar polêmica e vender pay-per-view, Diaz esta aí.

Por todo o exposto pessoalmente preferia que GSP ganhasse, afinal ele é o campeão, ótimo lutador em todos os aspectos, principalmente wrestling e por definir onde a luta acontecerá e por sua capacidade de trabalhar no chão e no ground and pound. Além disso tudo, já esta acostumado com a pressão e por lutar em disputa de títulos de 5 rounds, afinal essa será a sua oitava defesa de cinturão para ter o record.

Diaz é um exímio boxeador que obtém o record do UFC de numero de golpes significativos por round. Além de velocidade, o americano tem precisão nos golpes e força para machucar. Não satisfeito em ter uma ótima trocação, Diaz faz parte do camp de Cesar Gracie e tem um Jiu-Jitsu capaz de finalizar a luta a qualquer momento.

E por fim, os aspectos técnicos da luta podem até ficar em segundo plano, se a tática de Diaz funcionar: Deixar GSP nervoso e ansioso para acabar com a luta e Diaz ainda tem mais uma arma para isso, a sua tática de ficar falando besteira e ficar irritando o seu adversário dentro do octógono.

Estou tentando, mas não consigo escolher um e dar o meu palpite para quem vai ganhar. 

Card Preliminar

George Roop x Reuben Duran

A primeira luta da noite será transmitida somente pela pagina Oficial do UFC no Facebook, é a unica luta da noite que não será transmitida nem pelos canais canadenses que cobrirão o evento.

George Roop fez parte do elenco do “The Ultimate Fight: Team Mir vs Team Nogueira”que foi transmitido em 2008. Não teve sucesso no UFC e depois do cancelamento do contrato, fez parte da extinta WEC e como muitos outros lutadores foi reintegrado a franquia. Desde sua volta ao UFC tem o record de 1-3, ou seja, esta com a corda no pescoço e esta bem apertada.

Reuben Duran também não tem um record favorável no UFC (1-2) sendo a sua ultima luta, uma derrota para o brasileiro Hugo Viana no card do começo de Dezembro em 2012.

Recentemente é possível perceber essa tendência do Joe Silva de casar lutas em um estilo eliminatório, ou seja, dois lutadores com a corda no pescoço. É possível que esse desespero faça a luta interessante.

T.J. Dillashaw x Issei Tamura

Mesmo sendo muito novo e com uma carreira que possa ser considerada promissora, Dillashaw tem como o seu momento mais marcante, a sua derrota no TUF 14 Finale, para John Dodson. A derrota por TKO na primeira metade do primeiro round é a descrição perfeita para a expressão: “pernas de borracha” que é muito usada por Joe Rogan nas transmissões do UFC. Depois dessa derrota, Dillashaw emendou 2 vitórias consecutivas e parece se sentir mais a vontade no octógono.

Para os curiosos, o link do TKO: http://www.youtube.com/watch?v=MTmuzVnb6hk

Issei Tamura tem o record de 1-1 no UFC. A luta, como a maioria entre Bantanweight deverá ter um ritmo acelerado, com dois lutadores capazes e acostumados a finalizar suas lutas. Não acredito que iremos ver uma decisão dos juízes.

Rick Story x Quinn Mulhern

Rick Story tenta se recuperar da derrota para Demian Maia e do recente record de 1-3 nas ultimas 4 lutas, enquanto Mulhern tem situação completamente oposta.

Mulhern é oriundo da recentemente extinta Strikeforce, onde manteve um record recente de 10-1 nas últimas 11 lutas e agora faz o seu debut pelo UFC.

Sera interessante ver qual peso será mais sentido, se o peso da estréia ou o peso da pressão para se obter resultados e manter o seu emprego. Pelo visto nas últimas lutas de Rick Story, ele tentará usar o seu Wrestler para controlar a luta, mas o perigo é que Mulhern tem como o forte o seu Jiu-Jitsu, mesma arma usada por Maia para derrotar Story.

 John x Makdessi x Daron Cruickshank

Cruickshank, que fez parte do elence fo TUF Live: 15,  vem de ótima vitória contra Henry Martinez, onde mostrou uma facilidade, rapidez e força nos chutes que impressionou e já que as lutas dentro da casa do TUF não são oficiais, ele ainda mantém uma séria de 6 vitórias consecutivas.

Makdessi é um mistério. Não da para saber se ele será o Makdessi que venceu Sam Stout por decisão unanime na última luta ou quem nem conseguiu chegar ao peso da categoria na penúltima luta, e ainda assim perdeu também por decisão unânime.

Cruickshank parece ainda estar evoluindo e mais potencial. Se Cruickshank tiver a mesma movimentação e precisão nos chutes, será grande favorito.

Dan Miller x Jordan Mein

Irmão mais velho de Jim Miller, também do UFC, tinha um record de 5-5 enquanto lutava como Middleweight. Em sua última luta, estava na categoria de baixo e teve uma excelente vitoria contra Ricardo Funch, finalizando-o no segundo round e ganhando o premio da noite.

Jordan Mein lutava pelo Strikeforce mas não teve seu contrato renovado, lutou por outra franquia e agora faz o seu debut pelo UFC.

Sinceramente, acredito que Jordan Mein esta tendo uma chance de ouro por ser canadense e lutar como Welterweight num card descrito por Dana White como um campeonato a parte de Welterweights. Será que ele conseguirá ser o azarão e tirar proveito dessa chance?

Antonio Carvalho x Darren Elkins

Carvalho é um lutador bem completo, com boa trocação e capaz no chão e terá uma pedreira pela frente, encarando o mais novo, mas também experiente Darren Elkins.

Essa luta promete e irá determinar a capacidade e as possibilidades dos dois na categoria.

Patrick Côté x Bobby Voelker

Côté terá uma nova oportunidade por descer de categoria. Ele que já teve sua chance contra Anderson Silva, agora tentar novos ares como Welterweight. É difícil dizer qual será o resultado dessa mudança já que Côté tinha dificuldade de manter o peso da categoria de cima então ele pode sentir muito essa mudança. Caso não vença, não acredito que terá mais oportunidades, já que essa é a sua segunda passagem pelo UFC.

Do outro lado do octógono estará Voelker que também está em situação completamente oposta a Côté, já que este faz a sua primeira luta pela franquia já que vem direto do Strikeforce e com uma série invicta de 3 lutas.

Acredito que os ponto principais da luta serão a força e resistência fisica de Côté. Se ele conseguir manter a força que tinha na categoria de cima sem ficar sem gás terá chances. 

Espero que tenham gostado!!

Por Julio Souza

Imagem – Reprodução 

Curta a Fan Page no Facebook – Blog do Ananias

Tudo voltou ao normal

Publicado: 13 de março de 2013 em Futebol
Tags:, , ,

Barcelona

O Barcelona estava em “crise” diziam os jornais, afinal foram duas derrotas para o Real Madrid, eliminação na Copa do Rei, sofrendo gol em vários jogos seguidos e derrota de 2 x 0 pelas oitavas da Champions League frente ao Milan. (mais…)

Ronaldos

O treinador do Manchester Sir Alex Ferguson lançou uma polêmica afirmando que o Ronaldo lusitano é mais completo que o Ronaldo “gordo”

Vejamos… (mais…)

O bom filho à casa torna!!!

Publicado: 4 de março de 2013 em MMA
Tags:, , ,

UFC on FUEL TV: Silva v Stann

 Após longos 78 meses distante de “casa” , um dos maiores lutadores da história do PRIDE e do MMA voltou ao seu país e fez mais uma vitima. (mais…)